| | | | | | | | |   

Rómulo Branco com esforço inglório

1 September , 2013

Apesar de ter cumprido hoje a derradeira etapa da Baja da Polónia, a dupla Rómulo Branco/João Serôdio acabou por não ser incluída na classificação final desta sexta etapa da Taça do Mundo de Todo-o-Terreno. Os problemas que desde o prólogo afetaram o Mitsubishi Pajero do piloto luso angolano, obrigaram a equipa a fazer uma corrida de sobrevivência tendo como um único objetivo o de terminar a prova e arrecadar preciosos pontos para a luta pelo título mundial na Categoria T2. A equipa cumpriu à risca o estipulado no regulamento da prova, situação que foi aferindo com a direção da corrida, tendo particularmente em conta algumas dúvidas que aquele levantava.

Todavia, quando já estava em curso a derradeira etapa, o colégio de comissários desportivos alegou ter uma interpretação diversa do mesmo regulamento e a equipa inscrita pela Ralliart Itália acabou por ficar de fora da classificação em, virtude de alegadamente ter excedido o tempo máximo na etapa de ontem.

“Estou naturalmente muito desapontado. Tivemos um grande infortúnio no prólogo, mas não baixámos os braços e lutámos muito por minimizar o prejuízo. Para orientar a nossa corrida, face aos problemas mecânicos que nos estavam a afetar e porque tínhamos algumas dúvidas a respeito do regulamento, fomos junto da direção da prova que nos esclareceu. Fizémos tudo conforme a direção nos indicou e por isso, foi com naturalidade que vimos o nosso nome na ordem de partida para a etapa de hoje. Uma etapa que cumprimos com as devidas cautelas. Parámos a meio do troço para aferir o nível de óleo do motor e com o nosso Mitsubishi em versão atmosférica rolámos cautelosamente até ao fim”, salientou Rómulo Branco que acrescentou:

“Esta decisão do colégio de comissários é muito penalizadora para nós e até bastante injusta. A juntar a tudo isto surge ainda a anulação do Rali dos Faraós onde poderíamos recuperar os pontos aqui perdidos. Assim a decisão final terá lugar em Portalegre onde acreditamos poder ainda inverter esta situação”.

Na classificação geral houve um volte face que proporcionou a vitória à dupla russa Zheludov/Rudnicki em Toyota Hilux Overdrive, depois de problemas com o Mini All 4 Racing da equipa X-Raid pilotado por Krzysztof Hołowczyc que não foi além da 10ª posição final, pelo que também em termos absolutos o título mundial será discutido em Portalegre. A segunda posição foi para a dupla polaca dos ex-motards Dabrowski/Czachor, também em Toyota Hilux Overdrive, que terminaram a 7m23s dos vencedores.

Entre os T2 a vitória foi para Marcos Moraes, companheiro de equipa de Rómulo Branco, aos comandos de um Mitsubishi Pajero. O piloto brasileiro ganhou com uma vantagem de 34m08s sobre o russo Baranenko, em Toyota Land Cruiser, piloto que recuperou a liderança na Taça do Mundo, tendo agora uma vantagem 14 pontos sobre o piloto luso angolano.

Classificação da Taça do Mundo – Pilotos T2 (após 6 provas)

1º Alexander Baranenko (RUS), 122 pontos; 2º Rómulo Branco (POR), 108; 3º Marcos Moraes (BRA), 97; 4º Denis Berezovskiy (KAZ), 50; 5º Ahmed Al Shegawi (SAU), 50. 

There was an error connecting to smug. Please try again later.
1 Message:
cURL error 28: Operation timed out after 10004 milliseconds with 0 bytes received

por:

Tags:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Redes Sociais

Parceiros




Grupo PressXL

 
 
 

WebLinks